quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Justiça de SP nega anulação de júri e manda prender Gil Rugai

Reprodução: G1 - 

A Justiça de São Paulo negou nesta terça-feira (4) a anulação do julgamento que condenou Gil Rugai pelos assassinatos do pai e da madrasta dele. Após a decisão, foi expedido o mandado de prisão imediato do estudante, condenado em fevereiro de 2013 a 33 anos e nove meses de prisão em regime fechado.

Durante júri ocorrido no ano passado, Gil foi considerado culpado pelas mortes do pai e da madrasta. Foi condenado por duplo homicídio qualificado por motivo torpe. O júri ocorreu no Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste, de onde o estudante saiu sem ser preso porque já respondia ao crime em liberdade.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário