terça-feira, 13 de maio de 2014

PGR discorda da decisão de revogar trabalho de presos do mensalão

Fonte: g1 - Barbosa revogou trabalho para três e negou pedido de José Dirceu.
Para presidente do Supremo, é preciso cumprir antes um sexto da pena.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, discordou nesta terça-feira (13) das decisões tomadas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, de revogar o trabalho externo de três condenados do processo do mensalão do PT e negar pedido feito pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Janot afirmou, no caso de semiaberto, o direito deve começar de imediato. Ele lembrou que foi favorável ao trabalho externo de Dirceu.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário